Dicas

Top 3 suplementos mais eficientes

Overweight man eating plate full of pills

Mais uma pergunta bem escutada nos círculos das academias por todos aqueles preocupados em conseguir resultados rápidos antes de conseguir conhecimento bom. Os suplementos são entendidos como substancias que ajudam o desempenho físico sem ser consideradas drogas… mas o que é exatamente uma droga e qual é a diferencia exata com suplemento? Isso será um excelente tema para um próximo post.

Voltando pro assunto, lógico que queremos investir nosso dinheiro em suplementos a través dos quais percebamos os efeitos no nosso treino ou nos nossos resultados. Vou dar um rápido conselho, objetivo, de cara lavada, da sensação e dos resultados que experimentei nos múltiplos produtos de suplementação que me foram apresentados como eficientes pela industria, entre eles HMB, Tribulus, Termogênicos, ZMA, Glutamina, BCAA, L-Carnitina, Creatina, Whey, Beta-Alanina, Arginina, Maltodextrina, Hipercalóricos…

Então:

1) Creatina: Ná prática, pouco ou nenhum caso conheço onde o usuário de creatina não tenha percebido resultados e sensações favoráveis. Um maior esforço e desempenho é conseguido de forma ostensível, podendo aumentar claramente intensidade de treino, e do outro lado, uma aparência com maior volume é apreciada devido ao aumento de agua intracelular. Possívelmente é o único suplemento quase indispensável em planejamento sérios de treino visados a melhora/progressão de objetivos clara.

Na teoria, como sempre, há pesquisas em contra, mesmo relacionando creatina com cancer?!?, enquanto ha estudos a apresentando com recomendável na luta contra o cancer!?! (Em breve, um post sobre como encontrar e analisar informação confiável na área científica e na internet).  Em relação ao desempenho físico, estaria já praticamente aceitado pela comunidade científica (KAMBER, 1999; KREIDER, 1998) uma posição em favor dos efeitos de fornecimento de energia da creatina ajudando a regenerar o tri-fosfato de adenosina (ATP) em situações de rápida degradação onde se exige rápida re-síntese. Também caberia salientar a inexistência de efeitos colaterais (PAÚS e col., 1998, KREIDER, 1998; KAMBER et al, 1999, MIHIC et al, 2000) embora um aumento na ingestão hídrica é recomendada.

Curiosidade: conta a lenda, que os efeitos da mesma foram descobertos na Rússia onde nadadores ingeriam sua urina, recolhida logo após despertar, obtendo resultados positivos que levaram a estudar os motivos e procurar uma maneira mais higiênica de aproveita-lá (Lyoto Machida ainda não se convenceu).

2) Dieta.

3) Periodização.

Deixando claro que verdadeiramente o numero 2 e 3 estão bem acima do primeiro 😉 Não é que Whey Protein seja um produto benéfico ou recomendável, pois eu uso a diário. Porém o intuito do post é salientar que não irão ter efeitos expressivos baseando sua estratégia na whey… e muito menos no tipo de whey pois um planejamento nutricional vai alem de escolher entre um isolado ou um concentrado. Mas a ideia é construir a casa pelo chão, com boas fundações. No caso, é melhor investir em conhecimento para depois dar passo a suplementos.

Serio… Não é sacanagem, é uma visão real e responsável para evitar vocês perderem dinheiro e ganharem frustração pois o mercado não se importa com seus resultados, se importa com que seu dinheiro acabe no bolso deles… Se fosse o oposto, colocariam nas suas publicidades e produtos, fotos de pessoas reais, com resultados reais… Não que quem use droga não seja real… mas ainda não vi na informação nutricional da Whey Protein nenhuma menção a testosterona e similares.

Deixem suas dúvidas e críticas.

 

Quer Conhecer O
Passo a Passo 
Exato Para 
QUEIMAR GORDURA
E GANHAR MUSCULO

Facilmente?